2007-01-26

Cheguei!

Finalmente cheguei em Ronneby. Não tá tão frio, só -7 graus agora de noite... :-)

Mas vamos começar do princípio.

Já falei no meu post anterior que acordei às 5 da manhã do dia 23 pra pegar o avião no Salgado Filho às 6h30, e cheguei em São Paulo às 8h. Fiquei matando tempo por lá, inclusive num cyber-café que achei e usei pra atualizar o blog na ocasião. Depois encontrei uma mineira que ia pegar o mesmo vôo pra Londres que eu e ficamos conversando até a hora do vôo, que saiu atrasado. Devia ter saído às 11h20, mas saiu depois da meia-noite. Fui ao aeroporto de Heathrow, Londres, num Boeing 747-400, o maior avião da British Airlines. Muito legal, tinha um vídeo LCD na frente de cada poltrona com opções de vários canais. O vôo estava completamente lotado, e por sorte sentei do lado de um brasileiro e de um inglês que falava português (!), amigo do brasileiro. Assim pude conversar por um bom tempo durante o vôo, e as 11h no ar passaram relativamente rápido. Durmi no máximo 2h durante esse tempo, eu acho.

Cheguei em Londres aí pelas 14h (hora local), 1h30 depois do previsto, devido ao atraso no Brasil e porque o avião teve que circular um pouco antes de receber autorização para pousar. Saindo do avião perdi acho que uma hora na fila da segurança para entrar no terminal 4 de Heathrow. Os caras lá são muito chatos, tive que tirar os sapatos e até o cinto da calça, e são muito mal-educados. Mas tudo bem. Entrando no terminal 4 me apavorei, aquilo é muito grande, quase o tamanho do aeroporto de Guarulhos. Isso somente o terminal 4, há mais três. Existem placas que dizem a quantos minutos você vai levar andando a cada gate a partir do local de onde você está. Pra ter uma idéia do tamanho desse terminal existem uns gates que tu leva 20 minutos a pé para chegar. E o terminal é completamente abarrotado de lojas, exatamente como um shopping center.

Meu vôo em Londres para Copenhague também atrasou mais ou menos 1h. Saí aí de Londres aí pelas 17h e cheguei às 20h (hora de Copenhague). O Henrik, CEO (presidente) da Spidexa, estava me esperando e pegamos um trem até Helsingør, na fronteira da Dinamarca com a Suécia. Foi quando vi neve pela primeira vez. Comentei isso com o Henrik e ele não acreditou... :-) Depois pegamos o ferry (balsa) pra ir pro lado sueco, na cidade de Helsingborg. Ficamos por lá porque a sede da Spidexa é lá, e estava tarde, e no fim acabei dormindo em um hotel bem legalzinho.

Acordei hoje e o Henrik me levou à empresa pra me explicar o negócio, que não posso falar aqui. Só posso dizer que é muito paulada, vocês vão ouvir falar ainda da Spidexa. Mas enfim, como já era dia e tinha sol pude ver um pedaço da cidade, que é muito bonita por sinal. De tarde o Dejan, um dos outros donos da Spidexa me levou de carro até Kristianstad, onde peguei um ônibus e desci em Ronneby. Lá estavam o Andrigo e o Tony (meu chefe imediato) me esperando, e fomos jantar juntamente com meus colegas de trabalho, o Kenneth (que é sueco) e o Khurrum (paquistanês). Depois fomos pro ap do Andrigo, onde estou escrevendo este blog aqui e onde vou dormir daqui a pouco.

Fui muito bem recebido por todo mundo, principalmente pelo Tony e pelo Dejan. Achei que o pessoal aqui era meio frio, mas pelo menos essas pessoas do trabalho são bem parceria, pelo menos até agora.

Por causa da correria, tirei algumas poucas fotos apenas. Como está tarde eu não vou descarregá-las agora, mas logo logo eu vou colocá-las na Internet pra vocês verem.

Bom, por hoje era isso. Temos que dormir porque já são 23h50 aqui.