2007-07-18

Foi só abrir a boca

No meu último post falei como é difícil o Brasil aparecer nos meios de comunicação por aqui. Bom, não deu dois dias e o Brasil está em destaque de novo, mas não é na seção de esporte. E pra variar, não é por boa coisa.

Quantas pessoas mais têm que morrer até alguém tomar uma providência? Detalhe: a TAM foi uma das que pressionou a administração de Congonhas para liberar a pista o mais rápido possível depois da reforma, mesmo antes de fazerem os grooves, pois alegava que milhares de passageiros estavam sendo prejudicados com a pista fechada. Taí, quase 200 mortos. Agradeça à TAM, à Infraero, e ao governo.

E, enquanto isso, dinheiro pro Pan tem aos montes.