2013-07-08

Hoje um colega de trabalho me perguntou se eu fiquei sabendo o que meus conterrâneos do Brasil fizeram...

Hoje um colega de trabalho me perguntou se eu fiquei sabendo o que meus conterrâneos do Brasil fizeram. Perguntei sobre o que ele estava falando, já que não fazia idéia. Ele me contou sobre um episódio que eu não estava a par: no Maranhão teve um jogo de futebol onde o juiz expulsou um jogador, o jogador veio reclamar e agrediu o juiz, e o juiz puxou uma faca e deu uma facada no jogador. O jogador morreu. A família do jogador, revoltada, matou o juiz a pedradas, o esquartejou, arrancou a cabeça e cravou numa estaca no meio do campo.



Fiquei totalmente sem palavras. O Brasil já tem a fama de ser um país extremamente violento, e muitos por aqui acham que nós não somos civilizados, no mesmo nível dos piores países africanos ou do oriente-médio; como argumentar que não, quando acontecem casos como esse? (Sem falar no outro caso do rapper em São Paulo, morto por um tiro no meio de um show com sei lá quantas pessoas.)